Uma rica cidade…

O nosso hotel é um ótimo ponto de partida para explorar a cidade de Leiria.

… numa região rica.

Depois de visitar Leiria, não perca a oportunidade de explorar a região Centro.

thin

De Leiria para toda a região.

O Hotel Leiria Classic é um ótimo ponto de partida para todos os que pretendem explorar a cidade de Leiria e a envolvente: Batalha, Fátima, Nazaré ou Alcobaça. Este hotel urbano está localizado a poucos metros do centro histórico, de onde é possível contemplar o castelo e as suas arcadas. Mesmo ao lado do hotel poderão encontrar o mercado de Sant’Ana, hoje um importante centro cultural. A Praça Rodrigues Lobo, onde a gastronomia e o lazer se unem, está a 200 metros.


Leiria está estrategicamente localizada, a sensivelmente meio caminho de Lisboa e do Porto. Integrada na região Centro, a “cidade do Lis” é a porta de entrada para um território vasto e rico, que inclui praia, natureza, património e cultura. Consultem abaixo mais informações sobre a região.

Leiria

Cidade que cresceu entre o castelo e o Rio Lis, Leiria é sede de um concelho diverso.

População

128 640 habitantes (INE, 2021)

Castelo de Leiria

Principal ponto turístico

A cidade

Leiria e Dom Dinis estão intrinsecamente ligados. Mas a história da cidade antecede a criação de Portugal: são vários os sítios arqueológicos no concelho, com destaque para o Vale do Lapedo, onde foi encontrado o fóssil do “Menino do Lapedo”, considerado, desde 2021, um tesouro nacional. Datado do Paleolítico Superior, este sítio arqueológico dista a 13 km do centro da cidade. Mais perto, a 7 km, foi estabelecida uma povoação pelos Celtiberos, a que se chamou Collippo após a invasão Romana, e que é a origem da cidade que hoje se conhece.

A conquista da cidade aos Mouros acontece em 1135 pela mão de D. Afonso Henriques, primeiro Rei de Portugal. O foral foi atribuído sete anos mais tarde, em 1142, e um ano antes da fundação do país. Durante a Idade Média, a importância da ainda vila aumentou, o que a levou a ser palco de diversas cortes do reino, as primeiras realizadas em 1254. A ligação de Leiria com a Monarquia é fortalecida durante o reinado de D. Dinis que aqui viveu durante alguns anos e que, em 1324, manda erguer a torre de menagem do castelo.

A importância da vila de Leiria continua a aumentar nos anos seguintes e, em 1545, dá-se a elevação a cidade e a sede de diocese. Após séculos de estagnação, a cidade volta a prosperar a partir do século XX, mantendo a pujança até à atualidade.

Leiria é, hoje, uma cidade próspera e vibrante, e o segundo município mais populoso da região Centro, apenas atrás de Coimbra. Tem sido sucessivamente eleita como uma das cidades com mais qualidade de vida.


Património

Leiria concentra vários edifícios e sítios de interesse patrimonial que valem muito a pena conhecer.

  • Castelo de Leiria (monumento nacional);
  • Centro histórico, Terreiro e Praça Rodrigues Lobo;
  • Sé de Leiria e Torre Sineira, separada do edifício principal (monumento nacional);
  • Igreja Românica de São Pedro (monumento nacional);
  • Santuário de Nossa Senhora da Encarnação;
  • Igreja da Misericórdia — Centro de Diálogo Intercultural de Leiria;
  • Mercado de Sant’Ana;
  • Casa dos Pintores;
  • Edifício do Banco de Portugal
  • Santuário do Senhor dos Milagres;
  • Termas de Monte Real.


Cultura

Leiria é palco de vários eventos ao longo do ano e é também “palco de vários palcos”.

Espaços culturais:

  • Museu de Leiria;
  • m|i|mo — Museu da Imagem em Movimento;
  • Moinho do Papel;
  • Agromuseu Municipal Dona Julinha;
  • Centro de Interpretação do Abrigo do Lagar Velho (Lapedo);
  • Teatro José Lúcio da Silva;
  • Teatro Miguel Franco.


Eventos anuais:

  • Festa dos Museus (abril);
  • Feira de Leiria (maio);
  • Festival “A Porta” (junho);
  • Festival da Sardinha (julho, praia do Pedrógão);
  • Festival “Entremuralhas” (agosto);
  • Leiria Sobre Rodas (setembro);
  • Prove Leiria Doçaria (outubro);
  • Leiria Cidade Natal (dezembro).


Natureza

O concelho combina cidade e ruralidade, preservando o seu território natural.

  • Rio Lis e nascente;
  • Percursos pedestres;
  • Vale do Lapedo;
  • Lagoa da Ervedeira;
  • Praia do Pedrógão.

Fotografias: Praça Rodrigues Lobo, Visite Leiria; Museu de Leiria, Visite Leiria; Lagoa da Ervedeira, Visite Leiria.

Mantenham-se informados do que se passa em Leiria.

Ernesto Korrodi.

É um nome indissociável da cidade de Leiria e é também o responsável pelo edifício que acolhe o Hotel Leiria Classic.

1870 – 1944

Zurique, Suíça — Leiria, Portugal

Castelo de Leiria

Principal obra

Ernesto Korrodi

O nome Ernesto Korrodi é indissociável da cidade de Leiria no século XX. Nascido em Zurique, em 1870, chegou a Leiria em 1894, depois de ter passado por Berna e Braga, onde permaneceu cinco anos como professor na Escola Industrial de Braga.

É em Leiria que consolida a sua carreira, primeiro como professor na Escola Industrial de Leiria, onde se dedicou, nas horas vagas, ao levantamento do que restava das ruínas do castelo e, depois, como arquiteto. Todo esse trabalho foi compilado nos “Estudos de Reconstrução de Leiria”, publicação lançada em 1898, que lhe valeu uma homenagem com a Comenda do Mérito Industrial.

Todo este empenho em defesa do Castelo de Leiria conduziu à sua classificação como Monumento Nacional em 1910. Em 1915, Korrodi cria a Liga dos Amigos do Castelo que, com a ajuda do Estado, deu início às primeiras obras de requalificação. Os trabalhos tiveram a sua orientação até 1933, ano em que passam para a responsabilidade da Direção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais.

Além de professor, Ernesto Korrodi era também arquiteto, sendo sócio da Real Associação dos Arquitetos e Arqueólogos e da Associação dos Engenheiros Civis Portugueses desde 1899. Mas o reconhecimento do título de arquiteto só acontece em 1926, concedido pelo Governo Português. Tal não o impediu de desenvolver vários projetos de norte a sul do país e de ver-lhe atribuídos dois prémios Valmor em 1910 e 1917. Destacam-se o Palácio de J. Ferreira Rego, em Braga, o Mausoléu dos Condes de Burnay, em Lisboa, a Igreja do Santíssimo Sacramento, no Porto, a Igreja Paroquial de Santa Eulália, em Fafe, várias sedes do Banco Nacional Ultramarino (Portimão, Vila Real, Porto, Faro, Viseu, Barcelos, Chaves, Coimbra, Póvoa de Varzim, Beja e Vila Real de Santo António), Café Imperial, no Porto, Solar do Dr. Egas Moniz, em Avanca, Estarreja, e Pousada do Santuário de Monte Córdova, em Santo Tirso.

Em Leiria são vários os projetos assinados por Korrodi e que ainda hoje são destaque no vasto património arquitetónico da cidade. Também o edifício onde hoje se localiza o Hotel Leiria Classic foi assinado por si e pelo seu filho, Camilo. O edifício, designado na altura de António Barbeiro & Irmãos, foi projetado em 1932 para acolher o café restaurante Santiago no piso térreo e a Residencial Ramalhete no primeiro andar. O Hotel Leiria Classic sucedeu a esta residencial, que durante vários anos foi frequentada por clientes ilustres. Ernesto Korrodi foi responsável pelo interior, incluindo o mobiliário, e o filho Camilo, pelas fachadas, inspiradas no movimento Modernismo Internacional.

Fontes: “Ernesto Korrodi: Roteiro na Cidade de Leiria”, Câmara Municipal de Leiria; “Ernesto Korrodi: Vi(n)da e obra”, José Manuel Teixeira.


Cidade

Estas são as principais obras de Ernesto Korrodi na cidade de Leiria.

  • Villa Hortênsia;
  • Companhia Leiriense de Moagem;
  • Prédio Marques da Cruz;
  • Sé de Leiria;
  • Residencial Leiriense;
  • Casa do Arco;
  • Edifício Zúquete;
  • Banco de Portugal;
  • Pensão Beira Rio;
  • Retábulo na Igreja de Santo Agostinho;
  • Casa no Largo Luís de Camões;
  • Mercado de Sant’Ana;
  • Casa na Rua José Jardim;
  • Paços do Concelho;
  • Casa do Largo Cândido dos Reis;
  • Castelo de Leiria.


Concelho

A obra de Korrodi estende-se para fora dos limites da cidade, chegando às freguesias mais rurais.

  • Casa de João Leal (Coimbrão);
  • Casa da Quinta do Cónego (Cortes);
  • Casa do Arrabalde d’Além (Marrazes);
  • Torre do Santuário (Milagres);
  • Hotel das Termas (Monte Real);
  • Sociedade de Paralelepípedos do Sul (Monte Redondo).


Região

Este arquiteto deixou marca em todo o país, mas é a Região de Leiria que mais obras concentra.

  • Casa do Capitão Jaime Pinto (São Martinho do Porto, Alcobaça);
  • Moradia de Aires Roque (São Pedro de Moel, Marinha Grande);
  • Teatro Chaby Pinheiro (Nazaré);
  • Castelo de Ourém (restauro, Ourém);
  • Escola Primária da Guia (Guia, Pombal);
  • Casa de Porfírio Viriato (Pombal);
  • Casa de Amadeu Cunha (Pombal);
  • Pedestal do Monumento ao Marquês de Pombal (Pombal);
  • Castelo de Porto de Mós (restauro, Porto de Mós).

Fotografias: Banco de Portugal, Visite Leiria; Hotel das Termas, Visite Leiria; Teatro Chaby Pinheiro, Juncal Roig, AWA.

Região Centro.

Leiria está próxima de tudo, por isso, pode ser a seu ponto de partida para umas férias incríveis na região.

População

2 227 912 habitantes (INE, 2021)

N.º de concelhos

100 concelhos

Um centro de boas experiências.

O Centro é a maior região de turismo de Portugal, reunindo 100 concelhos altamente distintivos. Do litoral ao interior, esta é a região onde poderá encontrar praia, natureza, património e aventura. A partir de Leiria, está a minutos de descobrir um território ímpar.


20 minutos

A menos de 20 minutos de Leiria poderão encontrar Batalha, Fátima e Porto de Mós.

Batalha

  • Mosteiro da Batalha (Património Mundial UNESCO);
  • Ecoparque sensorial da Pia do Urso;
  • Grutas da Moeda;
  • Ponte do Boutaca;
  • Museu da Comunidade Concelhia da Batalha.

Fátima

  • Santuário de Fátima;
  • Basílica da Santíssima Trindade;
  • Aldeia de Aljustrel;
  • Moinhos da Fazarga.


Porto de Mós

  • Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros;
  • Castelo de Porto de Mós;
  • Grutas de Mira de Aire;
  • Grutas de Alvados;
  • Grutas de Santo António;
  • Fórnea.


30 minutos

Em pouco mais de meia hora, poderão pôr os pés na areia e também no Mosteiro de Alcobaça.

Alcobaça

  • Mosteiro de Alcobaça (Património Mundial UNESCO);
  • Praia de Paredes da Vitória;
  • Baía São Martinho do Porto.


Ourém

  • Vila Medieval de Ourém;
  • Castelo de Ourém.


Nazaré

  • Praia da Nazaré;
  • Miradouro do Suberco (Sítio da Nazaré);
  • Praia Norte;
  • Forte de São Miguel Arcanjo.


Praias

  • Vieira;
  • São Pedro de Moel;
  • Pedrógão.


40+ minutos

Este arquiteto deixou marca em todo o país, mas é a Região de Leiria que mais obras concentra.

Caldas da Rainha

  • Parque D. Carlos I;
  • Museu de José Malhoa;
  • Pavilhões do Hospital Termal;
  • Roteiros de Arte Nova e Bordaliano.


Coimbra

  • Sé Velha;
  • Sé Nova;
  • Mosteiro de Santa Clara-a-Nova;
  • Mosteiro de Santa Clara-a-Velha;
  • Museu Nacional Machado de Castro;
  • Universidade de Coimbra, Alta e Sofia (Património Mundial UNESCO);
  • Portugal dos Pequenitos;
  • Quinta das Lágrimas.


Figueira da Foz

  • Praias;
  • Serra da Boa Viagem;
  • Cabo Mondego;
  • Paço de Maiorca;
  • Casino da Figueira.


Óbidos

  • Vila fortificada;
  • Festival do Chocolate;
  • Vila Natal;
  • FOLIO – Festival Literário.


Tomar

  • Castelo de Tomar e Convento de Cristo (Património Mundial UNESCO);
  • Aqueduto de Pegões;
  • Festa dos Tabuleiros (de 4 em 4 anos).

Rua Dr. Correia Mateus, 30, 2400-127 Leiria